Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vo(lt)ar

Hasta luego mon amour

por meninapequenina., em 20.12.11


 

Rasgas-me a pele. Tudo é nulo em ti.

Reproduções de respostas inválidas.Tudo sintetizado em mim.

As palavras prendem-me ao silêncio.Vocês sem o saberem revelam-me as certezas.

 

Simples. Vieste,chegaste,atordoaste-me com o olhar, fizeste-me tremer com as tuas certezas,aconcheguei-me no nunca.Fui céptica o suficiente para temer, recuar,gozar, acreditar que era imune a tudo.

Sempre achei que podia mudar as coisas.

Decidi que não queria amar.E tal como a decisão se prevê complicada também o meu corpo se emaranhou numa teia impávida de sentido.

Mas a tal loucura se manteve fiel a mim e não me roubou lágrimas.

Agora rio-me o meu corpo encontra-se em férias, o pensamento despropositado desapareceu.

Sinto-me leve agora, os rios de certezas, as sementes de esperanças estão intactas em mim.

Dobro-me perante os vossos comentários maldosos.Resisti.Obrigada por me testarem.

E a ti pensamento obrigada por me teres feito acreditar que tinha caído,obrigada por me teres deixado naquela poça de lama lamacenta.Levantei-me a tempo.

Recuperei as convicções que por pouco me roubaram.

Agora não tem hipóteses de me revelarem o que não sinto, nem prevejam nada que eu não deseje. (não vá a força do vosso pensamento prender-me a um futuro incerto)

Por isso adeus amor e até ao teu regresso.(não voltes tão depressa)

 

 

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2